top of page

Sinfônica do Espírito Santo recebe regente convidado da Amazonas Filarmônica


Com um repertório variado, que remete a viagens e passagens, as duas apresentações acontecerão nos dias 30 e 31 de agosto, no Sesc Glória.




Com um repertório variado, que remete a viagens e passagens, a Orquestra Sinfônica do Espírito Santo (Oses) realiza mais dois concertos nos dias 30 e 31 de agosto, às 20h, no Sesc Glória, no Centro de Vitória. O “passeio” musical será conduzido por obras dos compositores Jean Sibelius, com “Cavalgada Noturna e Amanhecer”, Marisa Rezende, com “Viagem ao Vento”, e Samuel Zyman, com “Rios e Vertentes”.


Para as duas apresentações, a Oses tem a honra de receber um maestro convidado Otávio Simões, vindo do Amazonas, onde atua como regente assistente da Orquestra Amazonas Filarmônica.


Os ingressos já estão à venda na bilheteria do Centro Cultural Sesc Glória ou neste LINK. Os valore são R$ 20 (inteira); R$ 15 (conveniado); R$ 12 (cartão empresário); R$ 10 (meia-entrada e comerciário); e R$ 10 (meia-entrada solidária, com doação de 1kg de alimento).


As obras


A partir dos anos de 1890, Jean Sibelius se tornou um compositor fundamental para a construção da identidade musical de seu país, a Finlândia. Como o nome sugere, “Cavalgada Noturna e Amanhecer” divide-se em duas partes. A primeira é dominada por um ritmo insistente, que remete a uma viagem de carruagem à noite. A segunda apresenta melodias ascendentes e desenhos que evocam o canto de pássaros ao amanhecer, como se este agora fosse o centro da atenção do viajante.

Nascida no Rio de Janeiro, em 1944, a compositora Marisa Rezende tem forte atuação como compositora, professora e pianista desde os anos 1960. “Viagem ao Vento” é uma obra densa, de riquíssima orquestração, composta em 2008 pela ocasião dos 200 anos da chegada da família real portuguesa ao Brasil. A ideia de “Viagem ao Vento” é exaltar o Jardim Botânico do Rio de Janeiro, então fundado por D. João VI.

Em “Rios e Vertentes”, o compositor mexicano Samuel Zyman estabelece relações entre o fluir das águas (às vezes mais, às vezes menos caudalosas), o fluir do tempo, e o fluir das diferentes seções musicais de sua obra, uma após a outra. Seu caráter épico, especialmente na parte final, está ligado ao momento de sua estreia, quando a Orquestra Filarmônica da Unam (Ofunam), no México, celebrava seus 80 anos de existência.


O maestro


Otávio Simões é regente assistente da Orquestra Amazonas Filarmônica desde 2013. Natural de São Paulo, é graduado em regência pela Universidade de São Paulo (USP), onde estudou com Aylton Escobar, Mario Ficarelli, Lorenzo Mammì entre outros. Entre 2004 e 2005, foi regente assistente da Orquestra de Câmara da USP (Ocam). Fez parte do corpo docente do 28º Festival de Música de Prados, em Minas Gerais (2005). A convite da Prefeitura de São Bernardo do Campo, em São Paulo, ministrou em 2008 o curso “Entendendo a Música Erudita”. Trabalhou no Theatro Municipal de São Paulo nas temporadas líricas de 2006 a 2012. É autor de 307 arranjos e adaptações diversas. Desde 2019, é membro da Academia Amazonense de Música.


Serviço:

Série Pré-Estreia e Concertos Sinfônicos

Data: 30 e 31 de agosto

Hora: às 20h

Local: Sesc Glória, Av. Jerônimo Monteiro, 428, Centro de Vitória


Ingressos: R$ 20 (inteira), R$ 15 (conveniado), R$ 12 (Cartão empresário), R$ 10 (meia-entrada e comerciário), R$ 10 (meia-entrada solidária, com doação de 1kg de alimento).


Informações à Imprensa:

Assessoria de Comunicação da Secult

Tiago Zanoli / Danilo Ferraz / Karen Mantovanelli / Juliana Nobre

Telefone: (27) 3636-7111

Whatsapp: (27) 99753-7583

secultjornalismo@gmail.com / comunicacao@secult.es.gov.br


Assessoria de Comunicação da Orquestra Sinfônica do Espírito Santo

Erika Piskac

(27) 99283-1081 / (27) 99273-1875

e-mail: comunicacao.coes@gmail.com

Instagram: @orquestrasinfonicaes





bottom of page